quarta-feira, 21 de abril de 2010

Mãos de Sarah - Vanusa Babaçu

O negro de teus cabelos
Meu desejo incontido
Entre dentes e risos
tuas mãos que me guiam
Nos caminhos de teu corpo quente
Sigo,  cega e nua e sem pressa
caminhos desconhecidos





























fotografias: Vanusa Babaçu
Mãos de Sarah Filgueiras








3 comentários:

Rosana Barros disse...

Lindo poema e como sempre lindas fotografias. Abraço linda.

Vanusa Babaçu disse...

O pema me conduz.. Me carrega e me estabelece "tempos"

Obrigada pela visita!

João Henrique Salles disse...

Belas mãos, bela fotografia..
tu poesia, nua!